Setembro registrou superávit de R$ 300 milhões nas contas do governo

Segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional nesta quinta-feira (28), o mês de setembro registrou superávit de R$303 milhões. Foi a primeira vez desde 2012 que o nono período do ano fechou no azul.

A título de comparação, em setembro de 2020, os impactos da pandemia de Covid-19 na economia brasileira geraram um déficit histórico de R$76,144 bilhões.

De acordo com o Tesouro, os “créditos extraordinários, apoio financeiro a Estados e Municípios e subsídios destinados ao Programa Emergencial de Acesso a Crédito apresentaram redução de R$40,9 bilhões, R$21,3 bilhões e R$5,5 bilhões respectivamente”.

Nem as expectativas eram tão altas assim. De acordo com a pesquisa Prisma Fiscal o valor esperado para este período era de um déficit de R$17,9 bilhões.

Setembro registrou superávit de R$303 milhões- entenda os motivos

O fato de que o mês de setembro registrou um superávit de R$303 milhões é um reflexo do acúmulo positivo de R$15,347 bilhões do Tesouro Nacional, de um rombo de R$14,876 na Previdência Social e de um resultado negativo de R$169 milhões do Banco Central (BC).

No período de janeiro até agora, o governo central captou uma negativa de R$82,486 bilhões. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o déficit primário chega a R$154,2 bilhões, o que representa 1,8% do PIB.

Apesar de estar 87,8% melhor que o registrado no mesmo período de 2020, o número é o quarto pior para a série histórica do Tesouro.

Uma carência de R$274,1 bilhões é prevista na meta fiscal para este ano. Representantes do Tesouro ainda irão detalhar esses dados nas próximas semanas.

+Leia também: Arrecadação federal em setembro teve alta de 12,87%.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo