5 Indicadores de Análise técnica que você precisa conhecer – parte 1

O grande objetivo do especulador é obter lucro no curto prazo na bolsa de valores. Para isso, o trader precisa entender os movimentos de preço do mercado e se posicionar de forma vantajosa na compra ou venda de ativos e derivativos.

Uma estratégia essencial nesse processo é a análise técnica. Ela consiste em observar gráficos com as oscilações do mercado, a fim de perceber possíveis tendências que indiquem forte probabilidade de um comportamento futuro.

Assim, como você pode ver, a especulação na bolsa não consiste em uma aposta ou intuição. Pelo contrário, ela é fruto de uma avaliação cuidadosa de indicadores de análise técnica.

Que tal saber mais? Continue a leitura e conheça 5 indicadores relevantes para suas operações!

O que são indicadores da análise técnica?

Antes de apresentar alguns dos indicadores mais importantes para o trader, vale a pena entender o que eles representam. Como você acabou de ver, a análise técnica permite que o especulador entenda quais estão sendo os movimentos do mercado.

Na renda variável, os preços oscilam de acordo com a lei de oferta e demanda. Ou seja, a procura pela compra de determinado ativo pode aumentar ou diminuir — baseada, por exemplo, em acontecimentos econômicos do país ou do exterior.

A análise técnica é uma maneira objetiva de perceber as oscilações, pois se entende que o preço de um ativo reflete todos os acontecimentos importantes que o afetam no mercado. Além disso, sabe-se também que os preços costumam se mover por tendências ou ciclos.

Isso significa que a subida ou a queda da bolsa pode ser analisada pelo trader para que haja oportunidades de aproveitar a tendência do momento ou uma reversão e lucrar com elas. E como ser capaz disso? A resposta é simples: conhecendo os indicadores da análise técnica.

Eles são as ferramentas que lhe ajudam a interpretar um gráfico. Afinal, sem o conhecimento e a experiência, o gráfico pode ser visto apenas como um conjunto de linhas ou barras que você não entende. Por isso, vale a pena conhecer alguns desses indicadores e saber como utilizá-los.

5 indicadores que você precisa conhecer

Até aqui, você já viu a importância da análise técnica e do uso dos indicadores como recursos de observação do gráfico. A seguir, confira 5 dos principais indicadores aos quais o trader precisa dar atenção na sua atividade especulativa!

1. Médias móveis

O preço é o elemento central na análise técnica, certo? Então, as médias se tornam indicadores essenciais para a estratégia. Médias móveis dizem respeito aos valores médios alcançados pelos preços em determinados períodos.

Elas são utilizadas pelo trader para identificar, normalmente, as mudanças nas tendências do mercado. Existem dois tipos de médias móveis: as simples e as exponenciais. A diferença entre elas é a forma de consideração dos dados.

Na média móvel simples, depois de calcular o valor médio, ele é distribuído com igualdade de peso entre os mais recentes e antigos. A média móvel exponencial, por sua vez, faz uma média ponderada entre os preços mais recentes (com um peso maior) e os mais antigos.

As médias móveis são utilizadas com a adição de uma linha no gráfico. O período de tempo é definido pelo próprio especulador. Também é possível adicionais linhas de duas médias diferentes e procurar por pontos de cruzamento — que podem indicar oportunidades de entrada.

2. MACD

A sigla MACD representa um termo em inglês que, traduzido, indica algo como “média móvel convergente e divergente”. É um dos indicadores de análise técnica que, basicamente, utiliza a estratégia que citamos em relação a considerar duas médias móveis exponenciais no gráfico.

O objetivo é perceber com mais clareza alguma tendência no preço. Por exemplo, pode-se procurar por cruzamentos nas médias, como mostramos. Outra possibilidade é analisar as oscilações de preço e também identificar divergências — que podem mostrar uma reversão de tendência.

Ao utilizar o MACD, a tendência do mercado (de alta, de queda ou de relativa estabilidade) pode ficar mais evidente para o trader. Assim, há elementos para tomar decisões quanto a montar uma operação de compra, de venda ou mesmo não entrar no mercado no momento.

3. Linhas de tendência

Quando falamos de especulação e análise técnica é impossível não falar de tendência. O intuito do trader é exatamente perceber tendências nas oscilações de preço. Então, ele consegue operar com ativos e derivativos aproveitando essas movimentações.

Uma ferramenta fundamental é exatamente a análise das linhas de tendência. Elas representam linhas adicionadas no gráfico a partir da observação dos topos e fundos. Logo, conseguem mostrar se há um movimento de alta ou de baixa ou uma tendência lateral.

Muitas das escolhas do especulador partem da identificação das linhas de tendência. Se ele percebe, por exemplo, que há uma clara probabilidade de alta, pode adquirir ativos para lucrar com a valorização. Se o cenário é oposto, pode montar posições short.

4. IFR

O IFR (ou RSI, em inglês) significa índice de força relativa e é uma unidade de medida para as oscilações da bolsa. Ele varia entre valores de 0 a 100 e ajuda o especulador a ter informações sobre a velocidade na mudança de preços.

Na prática, valores de IFR próximos ou acima de 70 podem indicar que o mercado está em um topo em relação aos preços. Já números próximos ou abaixo de 30 indicariam uma sobrevenda — isto é, a proximidade de um fundo.

Junto com outros indicadores, a análise do IFR pode ser útil para entender se há possibilidades de queda ou de alta no preço em breve. O cálculo do indicador se dá com a divisão do ganho médio pela perda média e ele também aparece como uma linha no gráfico.

5. Volume

O volume é um elemento muito importante para especuladores na bolsa. Quando há maior volume de compra ou de venda, podem existir oportunidades relacionadas à maior volatilidade e maior liquidez.

Então, a análise do volume é mais um indicador relevante na rotina do trader. Ele pode demonstrar a força que determinado ativo ou derivativo está tendo no momento. Assim, as tendências de preço podem se mostrar mais fortes – ou fracas – de acordo com o volume movimentado.

Neste post, você conheceu 5 dos principais indicadores de análise técnica. Como viu, cada um apresenta utilidade na avaliação feita por um especulador. Então vale a pena avaliar essas ferramentas e utilizar indicadores em conjunto para tomar decisões mais eficientes na bolsa!

E então, este conteúdo foi útil? Então continue acompanhando nosso site que publicaremos, em breve, o segundo artigo com mais alguns dos principais indicadores de análise técnica que você precisa conhecer!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo