Ibovespa mantém média e fecha com alta de 1,80%, alcançando 103 mil pontos

O Ibovespa continuou mantendo sua média dos últimos dias e voltou a fechar em alta de 1,80% nesta terça-feira (11/01). Com isso, o pregão fechou alcançando novamente o patamar dos 103.780 pontos.

Entre os destaques nacionais, tivemos a informação onde o Banco Central (BC) publicou uma carta aberta ao Conselho Monetário Nacional (CMN), trazendo justificativas quanto à crescente alta nos juros. 

No documento, os responsáveis apontaram alguns efeitos como a pandemia, pressão nos preços das commodities e fraco regime de chuvas como principais influências nos valores divulgados.

Segundo a carta, o cenário é de convergência na inflação, que se mantém superior à meta estabelecida para 2022. No entanto, apesar da divulgação, a Bolsa conseguiu fechar em alta.

Além disso, o bom desempenho se beneficiou pelas ações de commodities, como a Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3; PETR4). Embora o dólar comercial tenha fechado em queda, os destaques nacionais foram suficientes para manter a alta positiva.

Movimentação das ações

As ações que ganharam destaque no fechamento desta terça-feira foram:

  • Meliuz SA (CASH3): 7,31%;
  • Petz (PETZ3): 7,07%;
  • Grupo Natura (NTCO3): 6,33%.

Enquanto isso, algumas ações registraram queda, com destaque para:

  • Braskem (BRKM5): -1,32%;
  • BRF (BRFS3): -1,27%;
  • Klabin (KLBN11): 1,14%.

Dólar

O dólar comercial fechou em queda de 1,67%, no valor de R$5,57 na compra.

Enquanto isso, a venda efetiva registrou o valor de R$5,58.

O dólar futuro também recuou 1,73%, com cotação a R$5,59.

Juros futuros

O mercado de juros futuros registraram as seguintes cotações hoje:

  • DI para janeiro de 2023: recuo de seis pontos-base, marcando 12,02%;
  • DI para janeiro de 2025: aumento de quatro pontos-base, chegando a 11,52%;
  • DI para janeiro de 2027: aumento de sete pontos-base, alcançando 11,44%.

Giro de Mercado

  • As bolsas da Wall Street fecharam em altas hoje, com registros de 0,51% para a Dow Jones, 0,92% positivo para a S&P 500 e 1,41% para a Nasdaq;
  • O volume de negociações fechou em R$ 26,9 bilhões;
  • A Vale (VALE3) alcançou o maior volume negociado do índice e fechou em alta de 1,9%. Movimento pode ser justificado pela disparada do petróleo no exterior e anúncio de novo aumento no preço dos combustíveis;
  • Banco do Brasil (#BBAS3) anuncia que foi concluída a liquidação financeira de US$ 500 milhões em títulos internacionais sustentáveis;
  •  Pague Menos (#PGMN3) encerra programa de recompra de ações, anunciado em dezembro, após a companhia adquirir o número máximo de papéis (2 milhões de ações ON).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo