GOVE11: Entenda mais sobre esse ETF atrelado a governança

O GOVE11 faz parte do catálogo de ETFs diferenciados da B3, e pode ser uma escolha interessante para investidores que buscam diversificar sua carteira com ações de empresas responsáveis.

Esse índice analisa e ranqueia as corporações com base em sua liquidez e governança, de modo que traz uma cesta com critérios que vão além do seu valor de mercado.

Isso proporciona novas possibilidades para o investidor, mas é importante conhecer bem como esse ativo funciona, para aproveitar seus benefícios de maneira segura.

Pensando nisso, nós preparamos um guia especial sobre o GOVE11, com tudo que você precisa saber para investir nesse ETF atrelado à governança das principais empresas da bolsa de valores.

A partir de agora você confere:

  • O que é GOVE11;
  • Qual a importância desse ativo;
  • Como investir em GOVE11;
  • Quais suas principais vantagens e desvantagens;
  • Para quem ele é indicado.

O que é GOVE11?

GOVE11 é o código de identificação IT NOW IGCT Fundo de Índice, que replica o Índice de Governança Corporativa Trade (IGCT) da bolsa de valores brasileira.

Esse indicador é responsável por reunir as ações das empresas que adotam padrões de excelência em governança corporativa.

Trata-se de um conjunto de processos, costumes e políticas que regulam a maneira que uma instituição é dirigida ou administrada.

Nesse caso, companhias que se destacam no índice de governança são aquelas que possuem regulamentos diferenciados e com alto padrão de qualidade.

O gestor do GOVE11 é o grupo Itaú Unibanco, que lançou o ETF em 2011, e, desde então, vem reunindo uma cesta de papéis com as 100 melhores empresas da B3 dentro dos seus critérios.

Dessa forma, além de montar uma carteira com a praticidade dos ETFs, esse ativo também oferece características particulares que o tornam atrativo e relevante.

Além disso, vale a pena lembrar sobre o conceito de ETF, a sigla para Exchange Traded Fund, ou Fundo de Índices.

Esse investimento é composto por uma cesta de ações variadas que replicam o desempenho de determinado índice de referência.

No caso do GOVE11, seu índice avalia a governança corporativa das empresas, e monta uma carteira teórica baseada nos papéis das melhores colocadas.

Essas aplicações estão ganhando reconhecimento no mercado brasileiro, especialmente por sua diversidade e praticidade.

Atualmente, é possível investir em cestas com diversos índices, nacionais, internacionais e até mesmo diferenciados, como os fundos de criptoativos.

Para se tornar um especialista no mercado de ações e fundos de índices, é importante conhecer bem o conceito de ETF e como ele funciona.

Desse modo, é possível compreender a importância de fundos como o GOVE11 para o mercado.

Qual a importância do ativo GOVE11 no Brasil?

A princípio, o GOVE11 é importante para que o investidor tenha acesso a várias possibilidades de investimento na B3.

Os ETFs, de forma geral, buscam democratizar aplicações relacionadas ao mercado de ações, atraindo novos públicos e promovendo uma diversificação segura das carteiras de investimentos.

Com seu índice diferenciado, é possível oferecer outras alternativas não-convencionais para públicos variados.

Além disso, o índice do GOVE11 é relevante para verificar o desempenho do cenário econômico nacional.

Afinal, ele classifica as empresas com os melhores indicadores de governança corporativa e liquidez.

Em outras palavras, as companhias que apresentam as melhores administrações e se destacam pela forma como lideram sua corporação.

Se o ETF possui uma performance positiva, isso significa que as empresas estão tendo resultados positivos, o que auxilia na imagem do mercado brasileiro interna e externamente.

Como investir em GOVE11?

Investidores que se interessam pelo GOVE11 podem investir nesse ETF de maneira simples e rápida, em apenas algumas etapas. Confira o passo a passo:

1. Tenha uma conta em uma corretora

Transações no mercado de ações dependem de plataformas específicas para serem feitas com segurança, e essas ferramentas são oferecidas por corretoras certificadas.

Nesse caso, é fundamental que o investidor tenha uma conta ativa em uma dessas companhias, se quiser adquirir fundos como o GOVE11.

No entanto, o cadastro é relativamente rápido, e pode ser concluído em apenas um dia.

Assim, o investidor já estará pronto para seguir com a aplicação. Caso já tenha uma conta ativa, basta localizar o ETF.

2. Selecione o ETF no home broker

Com uma conta ativa, é necessário localizar o GOVE11 no home broker, a plataforma que permite procedimentos que envolvem ações.

Dessa forma, basta pesquisar o ETF por seu código de identificação, ou solicitar ajuda para consultores e especialistas.

Isso é recomendável, principalmente, para investidores iniciantes, ou que ainda possuem pouca experiência no mercado.

Dessa forma, é possível realizar o procedimento com mais confiança. Além disso, contar com a ajuda de especialistas de alta performance é importante para aumentar as chances de sucesso durante essa trajetória.

3. Realize o aporte

Por fim, para investir em GOVE11, basta finalizar o processo com a realização do aporte e conferir o ativo em sua carteira.

No entanto, é importante verificar se existem cotas mínimas, e se você possui saldo suficiente em conta para realizar o investimento.

Caso não existam impedimentos, o ativo já estará rendendo, e você poderá acompanhá-lo em sua plataforma.

Quais as vantagens de investir na ETF GOVE11?

O ETF GOVE11 traz uma série de vantagens para o investidor, e vale a pena conhecer algumas das principais ao analisar esse ativo. Confira:

Segurança

Uma vez que o índice do GOVE11 analisa as empresas com as melhores governanças corporativas, a cesta é composta por papéis com liquidez mais sólida, o que propõe mais segurança para o investidor.

Nesse caso, estima-se que as empresas sejam mais comprometidas e transparentes, e, assim, ofereçam mais garantia em suas ações.

Diversificação

Os ETFs em geral oferecem uma vantagem bastante interessante para o investidor, que é a diversificação da carteira com mais praticidade.

O GOVE11 reúne 100 empresas com os melhores índices, o que promove uma maior variedade em seus papéis, mantendo o aspecto seguro.

Desvantagens da GOVE11

Por outro lado, existem alguns pontos menos positivos sobre o GOVE11 que o investidor deve se atentar antes de seguir com a aplicação. Veja os principais:

Dependência econômica

O GOVE11 é um ETF que depende especialmente do ciclo econômico nacional, pois os índices de governança das empresas também seguem fatores externos.

Nesse caso, existe uma maior chance de oscilação por conta dessa dependência externa. Se a economia está em baixa, a tendência é que o ativo acompanhe esse cenário.

Maior correlação entre empresas

Além disso, se algumas empresas apresentarem queda no desempenho, todo o ativo pode ser comprometido, mesmo que sejam apenas uma ou duas companhias.

Essa correlação causa uma baixa na rentabilidade, mesmo com tantos componentes em sua cesta.

Para quem a ETF GOVE11 é indicada?

De modo geral, o GOVE11 é um ETF indicado para investidores que desejam diversificar sua carteira com renda variável, e possuem princípios alinhados com o índice.

Nesse caso, quem analisa empresas com base em sua governança corporativa pode se interessar por uma cesta composta pelas melhores colocadas.

Além disso, é uma maneira prática e simples de iniciar uma carreira no mercado de ações, sendo indicado também para iniciantes.

Vale a pena investir em GOVE11?

Vale a pena conhecer mais sobre o GOVE11 e considerar este ativo como sua próxima alternativa de investimento.

Seu índice diferenciado permite a criação de uma carteira diversificada, com segurança e mais garantias.

Além disso, sua composição segue um índice baseado em transparência, ética e responsabilidade corporativa.

Assim, as empresas apresentam um perfil mais sólido, o que aumenta as chances de estabilidade e boa rentabilidade.

Por isso, é interessante avaliar o GOVE11 e diversificar sua carteira com esse ativo sólido e vantajoso.


Tabela Investidor Alerta

Dados técnicos do GOVE11
NomeIT NOW IGCT
Código de identificaçãoGOVE11
Índice de referênciaÍndice de Governança Corporativa Trade
Número de empresas100
ValorR$57.11
Taxa de administração0,5%
Aplicação mínima inicial200.000 cotas

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo