Fundos de criptomoedas apresentam alta em comparação a 2020

Neste ano, os fundos de criptomoedas demonstraram uma grande alta em vários quesitos em comparação com ano passado. Desde que os fundos de investimentos foram liberados para investir em criptoativos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)há 3 anos, a oferta de fundos com exposição a criptos cresceu muito.

Neste ano, os investidores de criptomoedas contam com 19 fundos, o dobro do ano passado, quando tinha apenas nove. 

O número de cotistas também aumentou, indo de 14,3 mil em setembro de 2020, para 184,76 mil neste mês. O total investido também é muito superior, no ano passado o valor era de R$230,7 milhões, atualmente é de R$2,667 bilhões, doze vezes maior.

Do total investido em fundos de cripto, R$ 567 milhões são de aplicações de pequenos investidores (varejo), ou seja, apenas 21,4% das aplicações vêm do varejo. O restante vem de investidores qualificados (R$1,669 bilhão) e de profissionais (R$430,9 milhões).

Confira os fundos de criptomoedas existentes atualmente na Bolsa de Valores

Como dito anteriormente, existem 19 fundos brasileiros que aplicam em criptomoedas e são regulados pela CVM e pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro), sendo 12 deles para investidores qualificados, três para profissionais e apenas quatro para o público em geral. Confira a lista:

Público geral:

  • BLP Criptoativos FIM;
  • Hashdex 20 Nasdqa Crypto Ind;
  • Vitreo Cripto Metals Blend;
  • BTG Pactual Bitcoin 20 FI Mult.

Investidores qualificados:

  • VTR QR Cripto FIM IE;
  • QR Blockchain Assets FIM IE;
  • QR BTC MAX FIM IE;
  • VTR QR DeFi;
  • Bohr Arbitra Cripto FI Mult;
  • BTG Pactual Bitcoin;
  • BTG Pactual Bitcoin 100 FI Mult Ie;
  • Titanium Cripto FI Mult Ie;
  • Hashdex 40 Nasdaq;
  • Hashdex Bitcoin Full 100;
  • Vitreo Criptomoedas
  • Vitreo Bitcoin DeFi

Investidores profissionais:

  • BLP Cryptoassets FIM;
  • Giant Satoshi Fc de FI Mult Ie;
  • Hashdex 100 Nasdaq Crypto Ind.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo