Crescimento de ETFs em 2021 chega a patamares inéditos na B3

Dentro do crescente número de ações e negociações notadas na Bolsa de Valores em 2021, os ETFs se tornaram um dos setores favoritos pelos investidores.

Em comparação com o fim de 2020, o número  de papéis desta categoria quintuplicou. Há um ano havia apenas 30 ETFs à disposição dos investidores brasileiros, agora existem mais de 170 ativos, incluindo os BDRs de ETFs.

A grande mudança que fez com que essa alta ocorresse aconteceu no mês de abril, quando houve a entrada dos ETFs internacionais na B3, impulsionando a categoria dentro da Bolsa. 

Ainda assim, outros fatores também impactaram na crescente, como o aumento dos aportes em renda variável e a busca por uma diversificação de portfólio sem se expor a novas áreas.

Dentro disso, os ETFs em 2021 se tornaram os queridinhos dos acionistas, tanto pela sua alta liquidez, quanto pela chance dos mesmos aportarem em segmentos variados sem exposição direta.

Assim, fundos focados em criptos, small caps, índices americanos e até a sustentabilidade demonstraram alta rentabilidade neste período.

ETFs em 2021 – o número de investidores dobrou

De acordo com dados divulgados pela B3, não foi só o número de papéis deste setor que aumentou. A quantidade de investidores em ETFs em 2021 mais do que dobrou em relação ao ano passado.

No total, a alta já chega a 82% sobre a quantia de pessoas que investiam em fundos em 2020, com mais de 618 mil cotistas aportando atualmente nesta categoria.

Dentro deste número, 74% corresponde a investidores institucionais. Já as pessoas físicas equivalem a 20,9% da participação no volume de negociação.

Com esses mais de 600 mil participantes, apenas 2 ETFs possuem mais de 100 mil pessoas investindo neles, o iShares S&P 500 e o iShares Ibovespa Fundo de Índice, com 177 mil e 127 mil, respectivamente.

Com isso, confira abaixo os cinco ETFs com mais investidores em 2021.

  1.  iShares S&P 500 (IVVB11) – 177.210 investidores
  2. iShares Ibovespa Fundo de Índice (BOVA11) – 127.084 investidores
  3. Trend ETF MSCI China Fundo de Índice le (XINA11) –  48.501 investidores
  4. iShares BM&FBovespa Small Caps (SMAL11) – 40.643 investidores
  5. Trend ETF Lbma Ouro (GOLD11) – 36.158 investidores

Os ETFs que mais tiveram lucros neste período

Dentro deste crescimento notado na classe de fundos, vale destacar que a rentabilidade é um dos motivos que mais chamam a atenção dos investidores.

Com exposição a companhias financeiras americanas, o iShares US Financials ETF lidera a lista  dos mais rentáveis do período com um percentual de 44,95%.

Logo atrás dele vem o iShares US Technology, BDR de ETF com foco no setor de tecnologia, que teve um rendimento de 43,70%.

Assim, os dois primeiros da lista dos mais rentáveis desta categoria demonstram que os setores de tecnologia e financeiro são, de fato, os “queridinhos dos investidores”.

Com isso, confira abaixo os ETFs que tiveram maiores rentabilidades em 2021.

  1. iShares US Financials ETF (BIYS39) – rentabilidade de 44,95%
  2. iShares US Technology (BIYW39) – rentabilidade de 43,70%
  3. iShares Select Dividend ETF (BDVY39) – rentabilidade de 41,02%
  4. iShares S&P 500 (IVVB11) – rentabilidade de 38,24%
  5. It Now Spxi (SPXI11) – rentabilidade de 37,95%
  6. iShares Core S&P 500 Index (BIVB39) – rentabilidade de 37,71%
  7. iShares Global Technology (BIXN39) – rentabilidade de 36,71%
  8. iShares MSCI USA Esg Optimized ETF (BEGU39) – rentabilidade de 35,42%
  9. iShares MSCI Taiwan Capped ETF (BEWT39) – rentabilidade de 34,94%
  10. iShares Core S&P Total US Stock Mkt ETF (BITO39) – rentabilidade de 32,27%

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo