Temporada de balanços do lucro das empresas em 2021 aponta quedas no varejo e siderurgia

A temporada de divulgação do lucro das empresas em 2021 se iniciou em fevereiro de 2022, e segue apontando os resultados das maiores companhias listadas na bolsa de valores.

Os balanços são aguardados pelos investidores, que podem acompanhar os lucros, prejuízos e distribuição de dividendos apontados oficialmente por cada grupo.

Segundo informações, a temporada se estende até maio de 2022, mas a previsão da maioria das publicações se concentra no mês de março.

Algumas das empresas mais aguardadas, como instituições do setor financeiro, já publicaram o lucro das empresas em 2021.

No entanto, os primeiros resultados da semana indicam quedas no varejo e no setor de siderurgia, apesar de números gerais estarem acima do esperado.

Administradora das Casas Bahia recua mais de 90%

O grupo Via, antigamente Via Varejo, é uma das companhias do setor varejista que se destacam na divulgação de lucro das empresas em 2021.

A administradora das Casas Bahia, Ponto e Extra.com registrou lucro líquido de R$29 milhões no quarto trimestre de 2021, uma queda de 91,4% em comparação ao mesmo período de 2020.

Além disso, também apresentou recuo no lucro líquido operacional, que somou R$125 milhões entre outubro e dezembro, 73,4% a menos em relação à base anual. 

No entanto, o acumulado de 2021 indicou crescimento de 32,2%, subindo para R$538 milhões.

Outros dados, além do lucro das empresas em 2021, também foram de queda, como o volume bruto de mercadoria (GMV), com baixa de 6,9%, alcançando R$11,8 bilhões.

Ainda, as vendas nas lojas físicas recuaram 2,3% de janeiro a dezembro.

Por outro lado, as vendas digitais brutas somaram R$6,56 bilhões, com um aumento de 9,9% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. No consolidado do ano passado, as vendas desse segmento cresceram 38,9%, atingindo R$26,42 bilhões.

Enquanto isso, as vendas on-line tiveram salto de 68% na base anual, somando R$1,7 bilhão em receita.

A Via ressaltou, ao divulgar seus resultados, que fez investimentos recordes no ano de referência, superando R$1 bilhão. 

Dona da Riachuelo também caiu no quarto trimestre

Outro destaque na divulgação de lucro das empresas em 2021 foi a companhia Guararapes, que administra a Riachuelo.

O grupo reportou um lucro líquido de R$304,6 milhões no quarto trimestre, com uma queda de 17,2% em comparação com o mesmo período de 2020. 

Entretanto, no acumulado, conseguiu alcançar lucros de R$453,1 milhões, revertendo o prejuízo de R$27,1 milhões do ano anterior.

Os resultados refletem a venda do prédio onde ficava a sede da empresa, em São Paulo, por R$79,7 milhões, além de atender exigências fiscais da companhia financeira Midway, que somavam R$19,3 milhões.

No total, a receita líquida da Guararapes cresceu 12,6%, indo de R$2,49 bilhões entre outubro e dezembro para R$7,22 bilhões no consolidado de 2021. 

Além disso, segundo a companhia, as vendas digitais cresceram 72% no quarto trimestre.

A Midway Financeira apontou alta de 25,7%, somando R$494,8 milhões, e afirma que o valor é resultado da concessão dos cartões bandeira e empréstimo pessoal.

Companhia nacional de siderurgia recua, mas triplica no acumulado

Ainda, a divulgação de lucro das empresas em 2021 também traz destaque para a CSN, a Companhia Siderúrgica Nacional.

O lucro líquido no quarto trimestre de 2021 foi de R$1,06 bilhão, 72,7% abaixo do registrado no mesmo período de 2020. 

Entretanto, no acumulado do ano, o lucro atribuído mais que triplicou, alcançando R$13,6 bilhões.

A receita líquida avançou cerca de 6% de outubro a dezembro, no total de R$10,4 bilhões. No consolidado de 2021, porém, saltou quase 60%, a R$47,9 bilhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$3,73 bilhões no último trimestre, tendo uma queda de 21% na base anual. 

Por outro lado, a margem ajustada da companhia, no acumulado anual, subiu 91%, totalizando R$22 bilhões. A CSN destacou que o cenário favorável de preços possibilitou esse resultado.

Embora setores importantes da economia tenham registrado queda nos lucros no quarto trimestre de 2021, outros números mantêm o cenário no positivo.

Investidores aguardam outras divulgações de lucro das empresas de 2021 nas próximas semanas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo