Alta do Bitcoin ameaçada? Confira três fatores que podem prejudicar a criptomoeda

Depois da baixa identificada entre abril e julho deste ano, a alta do Bitcoin teve bastante significância para o mercado. Nas últimas semanas, a moeda digital subiu 70% e alcançou o patamar de US$ 50 mil, valor inédito nos últimos 3 meses.

Desde então, a moeda recuperou pouco mais de 50% do que perdeu no primeiro semestre, voltando à expectativa de tendência de crescimento igual ao sinalizado no ano anterior. 

Com isso, o mercado de criptos conseguiu recuperar o otimismo dos investidores sobre os preços do Bitcoin, ainda que possa levar mais um tempo para que a criptomoeda supere seus valores pré-baixa.

Porém, é necessário ficar de olho em alguns cenários que podem vir a prejudicar a tendência de crescimento..

1. Aumento de transferências para corretoras

A quantidade de bitcoin em corretoras está cada vez maior com o passar do tempo. Ou seja, é possível que a compra de bitcoin não esteja tão volumosa quanto antes e pode ilustrar que aqueles que investem em bitcoin estão preferindo vender do que comprar.

Conforme divulgado pela Glassnode, corretoras que trabalham com criptomoedas receberam um fluxo de entrada recorde no último mês, muitos bitcoins foram transferidos para corretoras. 

Na maioria das vezes, investidores de bitcoin transferem suas criptomoedas para corretoras quando tem planos de venda, caso contrário, estas são mantidas em carteiras digitais. Por isso, esse movimento pode afetar a atual tendência de alta do bitcoin.

No Brasil, por exemplo, já é possível comprar moedas digitais em corretoras especializadas ou adquirindo ativos financeiros como os ETFs HASH11 e QTBC11.

Redução do estoque

Como é sabido, os grandes investidores do mercado têm a capacidade de variar as tendências de mercado, criando ou até rompendo quaisquer que sejam. 

Depois da baixa do primeiro semestre, muitos dos que investem em bitcoin iniciaram um processo de redução das suas posições no bitcoin. Desta forma, quase 75 mil Bitcoins sob posse desses grandes investidores e entidades foram reduzidos. Isso tudo mesmo durante a alta do bitcoin.

Alta do Bitcoin de acordo com indicadores e resistências

Alguns indicadores e estudos técnicos projetam que o bitcoin irá se consolidar antes mesmo de poder testar a resistência de mais de 50 mil dólares. Inclusive, os indicadores DeMARK analisam que poderá haver exaustão da tendência de alta ainda no curto-prazo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo