Ações negociadas na B3 em abril tem queda de 11,4%

Em temporada de balanço trimestral de 2022, as ações negociadas na B3 tiveram queda de 11,4% em abril deste ano em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo informações divulgadas pela própria empresa, totalizando R$ 28,8 bilhões. Já em março, a retração foi de 13,4%.

No entanto, segundo o relatório enviado à imprensa, o número de investidores pessoa física cresceu em relação a março desde ano em 1%. Enquanto isso, o número de empresas listadas na Bolsa caiu 0,9% comparados ao mesmo período.

Parte deste movimento pode ser atribuído às incertezas do mercado econômico, gerando cautela por parte dos investidores. Como consequência, podemos acompanhar a diminuição de empresas solicitando abertura de capital na B3 após o boom vivenciado entre 2010 e meados de 2021.

Ações negociadas na B3 por estrangeiros também sofrem queda

Enquanto isso, os investidores estrangeiros também se mostraram receosos com o mercado e retiraram R$ 1,74 bilhão da bolsa em 29 de abril, de acordo com o pregão divulgado na última terça-feira pela B3.

O montante representa o primeiro saldo negativo do ano na Bolsa, mesmo que o acumulado ainda esteja no positivo, totalizando a entrada de R$ 60,68 bilhões.

Enquanto isso, as moedas, juros e mercadorias tiveram um volume médio diário de R$ 4 bilhões em movimentações, representando um crescimento de 2,3% base anual, e recuo de 19,1% em comparação com o mês de março deste ano. 

Além disso, de acordo com o relatório da empresa, a capitalização de mercado das empresas que possuem listagem na Bolsa de Valores somou R$ 4,8 trilhões, representando uma queda de 8,7% em comparação com o ano anterior e 0,2% menor que o mês de março.  

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo