Ações da Coinbase seguem em queda com perspectiva negativa para criptos

Na manhã desta quarta-feira (11/05), os resultados das ações da Coinbase registraram uma queda em mais de 40% no primeiro semestre de 2022, com ganhos abaixo do esperado e uma perspectiva negativa frente ao universo das criptomoedas.

As ações da maior bolsa de criptomoedas dos Estados Unidos também registraram um recuo de 10% nas negociações após o fechamento do dia 10/05, marcando perdas líquidas aproximadas em US$ 430 milhões. 

Entre o pré-mercado do dia, os papéis da empresa operavam em queda de 23,81%. No início da tarde, seguiam oscilando, beirando quase os 30% de diminuição no valor de mercado.

Segundo o Financial Times, a empresa que teve capital aberto na Bolsa americana em abril de 2021 atribuiu os resultados negativos à “contínua tendência de preços mais baixos de criptoativos e a volatilidade que começou no final de 2021”.

Mesmo reconhecendo o momento negativo, a companhia acredita na recuperação do mercado e no foco de precificação e produtos visando o longo prazo. 

Balanço das ações da Coinbase 

Segundo os registros da própria empresa, em comparação ao mesmo período de 2022, os volumes de negociação registraram queda de 44%. Além disso, a diminuição de transações também impactou diretamente os resultados. Foram quase 20% abaixo do esperado, caindo para 9,2 milhões. 

Em resposta ao mercado pelos resultados negativos apresentados, a Coinbase informou que busca diversificar os negócios lançando um universo de tokens não fungíveis, pouco explorado por outras ofertas como derivativos de criptomoedas, além da própria carteira Coinbase.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo